9 de jan de 2018

Perguntas sobre Eucaristia - Sacramento

A Igreja Católica têm sete sacramentos: Batismo, Crisma, Eucaristia, Penitência, Casamento, Ordem e Unção dos Enfermos, mas a Eucaristia é o principal deles.

1. O que é um sacramento?

Os sacramentos são ações do Espírito Santo que opera no seu corpo que é a Igreja, os sacramentos são "nas obras-primas de Deus", na nova e eterna Aliança. 

Os sacramentos são sinais eficazes da graça de Deus, instituídos por Cristo e confiados à Igreja, pelos quais nos é dispensada a vida divina. Os ritos visíveis, com os quais são celebrados os sacramentos, significam e realizam as graças próprias de cada sacramento. Eles dão fruto naqueles que os recebem de maneira adequada.

* segundo Catecismo da Igreja Católica (CIC), parágrafos 116 e 1131.

2. Por que é importante receber os sacramentos?

Os sacramentos conferem a graça que prometem e são eficazes, porque neles é o próprio Deus que realiza a promessa. O Pai atende sempre a oração da Igreja, que em cada sacramento, exprime a sua fé no poder do Espírito. Tal como o fogo transforma em si tudo quanto atinge, assim o Espírito Santo transforma em vida divina tudo quanto se submete ao seu poder.

Os sacramentos são necessários para a salvação. A cada sacramento corresponde uma graça específica dada por Cristo e ministrada pelo Espírito Santo que transforma aqueles que O recebem, conformando-os com o Filho de Deus. O fruto da vida sacramental é que o Espírito de adoção  que faz com que os fiéis unam-se vitalmente ao Filho único, o Salvador.

O sacramento não é realizado pela justiça do sacerdote que o dá ou que do fiel que recebe, mas pelo poder de Deus. Desde que um sacramento seja celebrado conforme a intenção da Igreja, o poder de Cristo e do seu Espírito age nele e por ele, independentemente da santidade pessoal do ministro. 

* CIC 1127-1129

3. Por que a Eucaristia é o principal sacramento da Igreja?

Na Eucaristia está presente, em Corpo e Sangue, o próprio Cristo, Filho de Deus e Supremo Sacerdote da sua Igreja. Os demais seis sacramentos são como estradas que conduzem à Eucaristia. A Eucaristia celebrada ao redor do mundo une toda Igreja à Cristo, garantindo a sua unidade. 

O modo da presença de Cristo sob as espécies eucarísticas é único. Ele eleva a Eucaristia acima de todos os sacramentos e faz dela "como que a perfeição da vida espiritual e o fim para que tendem todos os sacramentos" (São Tomás de Aquino, Suma Teológica). No Santíssimo Sacramento da Eucaristia estão contidos, verdadeira, real e substancialmente, o corpo e o sangue, conjuntamente com a alma e a divindade de nosso Senhor Jesus Cristo e, por conseguinte, Cristo completo (Concílio de Trento). 

* CIC 1324, 1326 e 1374

4. Como Cristo está presente de modo real, em corpo e sangue, na Eucaristia?

São João Crisóstomo declara:
"Não é o homem que faz com que as coisas oferecidas se tomem corpo e sangue de Cristo, mas o próprio Cristo, que foi crucificado por nós. O sacerdote, figura de Cristo, pronuncia estas palavras, mas a sua eficácia e a graça são de Deus.Isto é o Meu corpo, diz ele. Esta palavra transforma as coisas oferecidas" .
E Santo Ambrósio diz a respeito da mesma conversão:
"Estejamos bem convencidos de que isto não é o que a natureza formou, mas o que a bênção consagrou, e de que a força da bênção ultrapassa a da natureza, porque pela bênção a própria natureza é mudada. A Palavra de Cristo, que pôde fazer do nada o que não existia, não havia de poder mudar coisas existentes no que elas ainda não eram? Porque não é menos dar às coisas a sua natureza original do que mudá-la.

* CIC 1375 

5. Como a Eucaristia é um sinal dos tempos futuros?

Cada vez que se celebra a Eucaristia, realiza-se a obra da nossa redenção e nós "partimos o mesmo pão, que é remédio de imortalidade, antídoto para não morrer, mas viver em Jesus Cristo para sempre" (Santo Agostinho). Como esperamos alcançar a redenção da vida eterna, a Eucaristia é um sinal deste futuro que nos aguarda.

Numa antiga oração, a Igreja aclama assim o mistério da Eucaristia: "Ó sagrado banquete, em que se recebe Cristo e se comemora a sua paixão, em que a alma se enche de graça e nos é dado o penhor da futura glória". Ou seja, na Eucaristia, Cristo nos garante a futura glória.

* CIC 1402-1405

-- autoria própria

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...