5 de set de 2015

23º Domingo do Tempo Comum - 06/09/2015

Mc 7,31-37
Naquele tempo, 31Jesus saiu de novo da região de Tiro, passou por Sidônia e continuou até o mar da Galileia, atravessando a região da Decápole.
32Trouxeram então um homem surdo, que falava com dificuldade, e pediram que Jesus lhe impusesse a mão.33Jesus afastou-se com o homem, para fora da multidão; em seguida, colocou os dedos nos seus ouvidos, cuspiu e com a saliva tocou a língua dele. 34Olhando para o céu, suspirou e disse: “Efatá!”, que quer dizer: “Abre-te!”
35Imediatamente seus ouvidos se abriram, sua língua se soltou e ele começou a falar sem dificuldade.
36Jesus recomendou com insistência que não contassem a ninguém. Mas, quanto mais ele recomendava, mais eles divulgavam.
37Muito impressionados, diziam: “Ele tem feito bem todas as coisas: Aos surdos faz ouvir e aos mudos falar”.
Comentário:
Este trecho do Evangelho é parte de uma sequência de milagres realizados por Cristo. Note-se que o surdo é conduzido até Jesus pela fé de outros, como se não acreditasse muito na possibilidade da cura. Cristo então diz "abre-te", não apenas uma ordem aos ouvidos, mas muito mais ao coração, para que veja a maravilha que Deus está a mostrar para os homens. 
Leituras Relacionadas
Antigo Testamento
Livros Históricos
Livros Sapienciais e Proféticos
  • Isaias -35, 4-7
Evangelhos
  • Mateus 11,2-6
  • Marcos 5, 1-20
  • Marcos 8, 22-26
  • Lucas 7, 18-23
Cartas
  • Atos 3, 1,9
  • Romanos 2, 1-11
  • 1 Timóteo 4, 1-16

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...