5 de ago de 2010

O amor é forte como a morte

Forte é a morte, a ela o homem não pode resistir. Forte é o amor que pode vencê-la, embotar-lhe o aguilhão, travar-lhe o ímpeto. Assim será quando for insultada e ouvir: Onde está, ó morte, teu aguilhão? Onde está, ó morte, a tua vitória? (Os 13,14; 1Cor15,55)

O amor é forte como a morte (Ct 8,6), porque o amor de Cristo é a morte da morte. Por isto diz: Eu serei tua morte, ó morte, serei tua mordedura, ó inferno (Os 13,14). Também o amor com que amamos a Cristo é forte como a morte, é uma espécie de morte pela extinção da vida antiga, a destruição dos vícios e a rejeição das obras mortais.

Este nosso amor para com Cristo é uma espécie de intercâmbio, embora o seu amor por nós seja incomparável, e o nosso, uma semelhança à sua imagem. Pois ele nos amou primeiro (1Jo 4,10) e pelo exemplo de amor que nos propôs, fez-se para nós um sinete que nos torna conformes à sua imagem. Depusemos a imagem terrena e nos revestimos da celeste; da forma como fomos amados, assim amamos. Nisto deixou-nos o exemplo para que sigamos suas pegadas (1Pd 2,21).

-- Dos Tratados de Balduíno de Cantuária, bispo (século XII)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...