12 de jul de 2011

Da Vida de Santo Henrique

Santo Henrique e sua esposa Santa Cunegundes.
Este santíssimo servo de Deus, depois de ter sido consagrado rei, não se contentou apenas com as preocupações do reino temporal. Mas, querendo obter a coroa da imortalidade, decidiu combater pelo sumo Rei, a quem servir é reinar. Para tanto, dedicou a maior solicitude na promoção do culto divino, enriquecendo as igrejas com diversas doações e oferecendo-lhes toda sorte de ornamentos e alfaias sagradas. Fundou nos seus domínios o bispado de Bamberga, dedicado aos príncipes dos apóstolos São Pedro e São Paulo e ao glorioso mártir São Jorge, confiando-o à jurisdição especial da Santa Igreja Romana. Queria assim prestar à primeira Sé da cristandade a honra que lhe é devida por direito divino, e dar maior firmeza à sua fundação, colocando-a sob tão elevado patrocínio.

Este homem piedosíssimo se empenhou cuidadosamente em garantir para a sua nova Igreja os bens da paz e da tranquilidade. Para que isto fique evidente aos olhos de todos, tendo em vista os tempos futuros, incluímos aqui o testemunho de uma carta sua:

"Henrique, rei por divina clemência, a todos os filhos da Igreja, tanto aos futuros como os presentes. As determinações salutares da Palavra sagrada nos ensinam e advertem que, abandonando os bens temporais e rejeitando as vantagens terrenas, tenhamos em mira alcançar as mansões eternas, que permanecem para sempre nos céus. Pois a glória presente, enquanto a possuímos, é passageira e vã, a não ser que pensemos simultaneamente na glória eterna do céu. Contudo, a misericórdia de Deus providenciou para o gênero humano um remédio eficaz, ao estabelecer que uma parcela da pátria celeste deve ser adquirida com os bens terrenos.

Por conseguinte, não nos esquecemos que fomos elevados à dignidade real por uma escolha gratuita da misericórdia de Deus. Eis porque julgamos conveniente não apenas ampliar as igrejas cosntruídas por nossos antecessores, mas também enobrecê-las com generosas dádivas da nossa devoção. Por esta razão, não fechando os ouvidos aos mandamentos do Senhor e prestando obediência aos conselhos divinos, desejamos colocar desde já, no céu, os tesouros que recebemos da riqueza e da generosidade de Deus; lá os ladrões não os desenterram nem roubam, nem a ferrugem ou a traça os destroem. Assim, ao pensarmos nos bens que lá vamos agora acumulando, que o nosso coração esteja sempre voltado para o céu, pelo desejo e pelo amor.

Por isso, queremos que todos os fiéis saibam que o lugar chamado Bamberga, parte de nossa herança paterna, foi elevado a sede e sólio episcopal. Aí se perpetuará a memória nossa e de nossos pais, e será oferecido sem cessar o sacrifício da salvação por todos os que professam a verdadeira fé".

-- De uma antiga vida de Santo Henrique, século XI

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...