23 de jul de 2011

O homem unir-se-á à sua mulher e serão um

São João Crisóstomo
Que deves tu dizer à tua mulher? Diz-lhe com muito carinho: “Eu escolhi-te, amo-te e prefiro-te à minha própria vida. A existência presente não é nada; por isso, as minhas orações, as minhas recomendações e todas as minhas ações, realizo-as para que nos seja concedido passarmos esta vida de tal maneira que possamos ficar reunidos na vida futura, sem mais nenhum medo da separação. O tempo que vivemos é curto e frágil. Se nos for concedido que agrademos a Deus durante esta vida, ficaremos eternamente com cristo e um com o outro, numa felicidade sem limites. O teu amor encanta-me mais do que tudo e não conheceria infelicidade mais insuportável do que ser separado de ti. Ainda que tenha de perder tudo e tornar-me mais pobre do que um mendigo, enfrentar os maiores perigos e suportar o que quer que fosse, tudo isso me será suportável enquanto durar o teu afeto por mim. È apenas contando com esse amor que eu desejo ter filhos”.

Precisarás também de adequar a tua conduta a estas palavras... Mostra à tua mulher que gostas muito de viver com ela e que, por causa dela, preferes estar em casa do que na praça. Prefere-a em relação a todos os amigos e até aos filhos que ela te deu; e a estes que os ames por causa dela...

Fazei as vossas orações em comum.. Que cada um de vós vá à igreja e que, em casa, o marido peça contas à mulher, e a mulher ao marido, daquilo que foi dito ou lido... Aprendei o temor a Deus; tudo o mais correrá como de uma fonte, e a vossa casa encher-se-á de bens inumeráveis. Aspiremos aos bens incorruptíveis e os outros não nos faltarão. Procurai primeiro o Reino de Deus, diz-nos o Evangelho, e tudo o mais vos será dado por acréscimo ( Mt 6,33)

-- Das Homilias de São João Crisóstomo, bispo (século IV)

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...