16 de abr de 2010

A Cruz de Cristo

Ó preciosíssimo dom da Cruz! Vede o esplendor da sua forma! É uma árvore que não gera morte, mas a vida; que não difunde as trevas, mas a luz; que não expulsa do Paraíso, mas nele introduz. A esta árvore subiu Cristo e venceu o demônio para libertar o gênero humano da escravidão.

Se antes, pela árvore, fomos mortos, agora, pela árvore, recuperamos a vida; se antes fomos enganados, agora repelimos a ástucia da serpente. Em vez da morte, nos é dada a vida, em lugar do pecado, a salvação; da vergonha, a glória. Toda espécie de bens maravilhosos que brotaram da cruz, extirparam inteiramente a raiz da maldade e do pecado. Sem dúvidas, novas e extraordinárias mudanças!

Não é sem razão que o Apóstolo exclama: Quanto a mim, que eu me glorie somente na cruz de Senhor nosso, Jesus Cristo. Por ele, o mundo está crucificado para mim, como eu estou crucificado para o mundo (Gl 6,14).

-- adaptado Dos Sermões da São Teodoro Estudita, século IX

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...