12 de mar de 2015

4º Domingo da Quaresma - Domingo 15/03/2015

Jo 3,14-21
Naquele tempo, disse Jesus a Nicodemos: 14“Do mesmo modo como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que o Filho do Homem seja levantado, 15para que todos os que nele crerem tenham a vida eterna.16Pois Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna.
17De fato, Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele.
18Quem nele crê, não é condenado, mas, quem não crê, já está condenado, porque não acreditou no nome do Filho unigênito.
19Ora, o julgamento é este: a luz veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas à luz, porque suas ações eram más.
20Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, para que suas ações não sejam denunciadas. 21Mas, quem age conforme a verdade, aproxima-se da luz, para que se manifeste que suas ações são realizadas em Deus.
Comentário:
Este trecho do Evangelho segue o diálogo de Jesus com Nicodemos e apresenta o sentido da fé cristã: a paixão de Cristo simbolizada aqui pela serpente de bronze (Nm 21, 8-9) é o amor de Deus que, em seu Filho, quer a nossa salvação (Jo 12, 32; Rm 5,8; 1Jo 4,9). Essa atuação de Deus na história provoca uma crise, pois diante da revelação do amor de Deus os homens se dividem (Lc 12, 51-53).
Leituras Relacionadas
Antigo Testamento
Livros Históricos
  • Números 21, 4-9
Livros Sapienciais e Proféticos
  • Sabedoria 16, 5-7
Evangelhos
  • Lucas 12, 51-53
  • João 12, 32.46-50
Cartas
  • Romanos 5, 8
  • 1 João 4,9

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...