25 de jun de 2010

A esperança de ver a Deus

A promessa de Deus é tão grande que supera o limite máximo da felicidade. O que alguém poderá desejar a mais? Quem vê a Deus possui tudo quanto há de bom. Possui a vida sem fim, a eterna incorruptibilidde, a felicidade imortal, o reino sem fim, a alegria contínua, a verdadeira luz, a palavra espiritual e suave, a glória intangível, a perpétua exultação. Em suma, possui todos os bens.

Decerto, é enorme e imensamente valioso o que a promessa da felicidade propõe pela esperança de ver a Deus. Contudo, o modo de ver a Deus repousa na pureza de coração. Neste ponto novamente meu espírito tonteia, duvidando que esta pureza do coração consista em coisas que estejam fora do nosso alcance e que superem de muito nossa natureza. Pois se, por um lado, Deus pode ser visto através desta pureza, por outro lado, contudo, nem Moises nem Paulo o viram.  Sendo assim, esta felicidade, proposta pelo Verbo parece coisa que nem se pode realizar nem imaginar.

Porém, de fato, nem João, nem Paulo, nem Moisés, nem outros como eles ficaram privados desta sublime beatitude oriunda da visão de Deus. Se a felicidade consiste na visão de Deus e a Deus vê quem tem coração puro, então é claro que a pureza do coração, que torna o homem feliz, não está entre as coisas que nos são impossíveis.  Os que pretendem basear-se em Paulo para declarar que a visão de Deus está acimadas nossas formças, tem contra si a palavra do Senhor, que promete acesso a visão de Deus pela pureza do coração.

-- adaptado das Homilias de São Gregório de Nissa, bispo (século IV)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...