28 de set de 2010

A Morte de São Venceslau

Pela morte de seu Bratislau, os habitantes da Boêmia constituíram Venceslau seu príncipe. E pela graça de Deus ele era perfeito. Pois fazia o bem a todos os pobres, vestia os nus, alimentava os famintos, acolhia os peregrinos consoante a palavra evangélica. Não admitia que se causasse dano às viúvas, amava a todos, pobres e ricos, servia os servos de Deus, adornava muitas igrejas.

Mas alguns homens da Boêmia tornaram-se soberbos e persuadiram a Boleslau, seu irmão mais moço, dizendo: "Teu irmão Venceslau, conspirando com a mãe e seus homens, vai te matar".

Celebrando-se festas da dedicação das igrejas em todas as cidades, Venceslau visitava-as todas. Entrou na cidade de Boleslávia, num domingo, festa de Cosme e Damião. Terminada a missa, quis voltar a Praga. Mas Boleslau, com más intenções, reteve-o dizendo: "Por que te vais embora, irmão?" De manhã, soaram os sinos para o ofício matutino. Ouvindo o som dos sinos, Venceslau disse: "Louvor a ti, Senhor, que me deste viver até esta manhã". Levantou-se e foi ao ofício matutino.

Boleslau logo o alcançou à porta. Venceslau olhou-o e disse: "Irmão, ontem nos serviste bem". O demônio inclinou-se ao ouvido de Boleslau e perverteu seu coração; desembainhando a espada, respondeu-lhe: "Vou, agora, servir-te melhor". Dito isto, feriu-lhe a cabeça com a espada.

Venceslau, voltando-se para ele, disse: "Qual é a tua intenção, irmão?". E agarrando-o, lançou-o por terra. Mas acorreu um dos conselheiros de Boleslau e feriu a mão de Venceslau. E agarrando-o, lançou-o por terra. Este, com a mão ferida, largou o irmão e refugiou-se na igreja. Contudo dois malfeitores o mataram à porta da igreja. Veio um terceiro e traspassou-lhe o lado com a espada. Venceslau expirou logo com estas palavras: Em suas mãos, Senhor, entrego meu espírito (cf. Sl 30, 6).

-- Da Primeira Legenda Paleoeslava

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...