2 de out de 2012

São Teodoro Estudita

São Teodoro Estudita é reverenciado especialmente pela Igreja Ortodoxa com um dos seus grandes santos. É chamado "estudita" por ter sido o abade do monastério de Stoudios em Constantinopla. sua vida pode ser considerada como um exemplo de coragem para os cristãos do século XXI, pois publicamente denunciou as autoridades e, mesmo sabendo que estava correto, pacientemente suportou as conseqüências. Por exemplo,  foi exilado por ter denunciado o casamento adúltero do Imperador Constantino VI.

Em 799 tornou-se o abade de Stoudios que havia caido espiritual e materialmente. Ele introduziu reformas basedas nas regras de São Basílio, que requiriam moderação nas práticas ascéticas. "Não cultive uma austeridade egoísta: coma pão, beba vinho ocasionalmente, vista calçados, especialmente no inverno, e faça refeições quando necessário" ensinava ele. Sua liderança gentil tornou o monastério um centro respeitado e procurado, tendo passado de apenas 20 monges para mais de um milhar. Seu exemplo foi seguido por outros monastérios  por toda Bulgária, Sérvia e partes da Rússia. As qualidades de pregador ajudam a explicar sua efetividade e popularidade. 

Durante a controvérsia iconoclasta, quando foram proibidas imagens e ícones, São Teodoro defendeu a visão tradicional da Igreja, tendo se oposto publicamente a esta heresia pois entendia que elas haviam ajudado os cristãos a entenderem melhor sua fé e os aproximado de Deus. Por isto, foi aprisionado e exilado. Mesmo depois do Imperador Miguel II ter pacificado as partes, Teodoro não foi pode retornar ao monastério de Studion porque se recusou a aceitar certos termos de uma negociação proposta pelo Imperador, além de denunciar seu casamento com uma freira. 

Os anos de exílio de Teodoro, o hábito de jejuar e seus esforços excepcionais acabaram por debilitar seu corpo e, em 826 d.C., ficou muito doente. Neste ano, ele ditou seu Testamento, uma forma de guia espiritual para os futuros abades do Mosteiro de Stoudios. Ele morreu em 11 de novembro do mesmo ano, celebrando a missa, aparentemente no Mosteiro de Hagios Tryphon, no Cabo Akritas, na Bitínia. Dezoito anos depois seus restos mortais foram trazidos de volta para o Mosteiro de Stoudios.

Após a reintrodução dos ícones em 843 d.C., Teodoro se tornou um dos grandes heróis da oposição aos iconoclastas. Não existia ainda um processo formal de canonização em Bizâncio, mas Teodoro logo foi reconhecido como santo. No ocidente latino, uma tradição surgiu pela qual Teodoro teria reconhecido a primazia papal por conta de suas cartas ao papa Pascoal I e ele foi formalmente canonizado pela Igreja Católica, uma honra que nenhum outro iconófilo bizantino recebeu. Sua festa é comemorada em 12 de novembro.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...